1583. Eu quero ser como um poeta da 2ª geração romântica bebendo vinho até me acabar

Esperar um rosto visto uma vez na vida
Esmurrar minha face até sentir a vida
Espreitar na penumbra o que é mesmo a vida
Esperar, esmurrar, espreitar
Até que me falte o ar

Deixe uma resposta