3614. Samba

Não é um ponto
é um tudo

Sinuoso e sincopado
surdo

Encravado no cavaco
que tão bem em mim
repique e tamborim
dissonante
me diz assim:

a paz é melodia
que desfila pelo corpo
harmônica avenida

O tantã do coração
que canta:

felicidade é samba

Deixe uma resposta