0024. Não mudei, mudaram-me

Mudei,
dialética psico-social
Mudei,
deixei a depressão banal
Mudei,
vivo agora a banalidade real
Mudei,
mas permaneço igual

Mudaram-me,
pois mudei o visual
Mudaram-me,
até meu gosto musical
Mudaram-me,
deixei de ser o conselheiro leal
Mudaram-me,
mas permaneço igual

Deixe uma resposta