0096. Descoberto

Meu amor é soneto incerto
É lira distorcida
E é também ode ao belo
Elegia à vida

Saudosismo à moda antiga
Bucolismo da Arcádia
Elevação amicíssima e odiosa
Nuvem tóxica e rosa

É caixão em vão
É insã prisão
Freio-de-mão de carro de hospício

É pequeno, mas descobre-se universo
Cíclico, eterno
É carma em elevação última
Sorte súbita

É personagem bíblico
É dor, caráter búdico
Sopro em um Tao-te-ching
Escultura em ouro da Era Ming

Força misteriosa
Descoberta de agora
Em baixa estatura, em cabelos negros e curtos e em pele morena

Deixe uma resposta