0104. Positividade

O vento acariciava-nos com seus braços infinitos
Ela cariciava meu semblante com ternura
O sol irradiava calor e luminosidade
Ela irradiava beleza e paixão
A simplicidade do mundo normal mostrava-se bela
Eu a querer ser beija-flor
Ela a aspirar a ser nuvem
Como dizer para ela que eu já era um beija-flor,
toda vez que eu a beijo
ela se faz flor, se faz nuvem e sonho
Mas um berrante foi tocado ao lado
e murmúrios e risos abafados se escutaram
Maldito seja Machado de Assis
por me incendiar questões
Maldito seja Dom Casmurro
por acender exemplos
E para esquecer isto
faço-me novamente beija-flor
e lha beijo em meus sonhos
onde ela é uma nuvem rosa
carregada de positividade

Deixe uma resposta