0253. Das fatalidades de minha conduta

os erros são tantos
são muitos, são todos
renunciei a paixão
fingi intensa indiferença
calei meu ser a uma sentença
e aprisionei minha sina:
não servir a qualquer amor

sorrir à solidão
maldizer enamorados
e sufocar os desejos
assim faço parecer que vivo

os amores foram muitos
as paixões infinitas
só um foi real
e desta o erro foi o maior

compreender o que não mais existe
e que insiste em ter-me triste…
foi só um lapso de amor
que cruzou minha vida
e na realidade não foi lapso,
foi o amor

Deixe uma resposta