0288. Sou-me então presente

Sou-me então presente
e o que sou mais não sei
sou-me o avesso do ontem
e o ontem que não perderei.

Sou-me quase como um rei
Sou-me antítese da nobreza
e sou-me o juízo, o valor e a lei
– sou-me o amanhã: realeza
Sou-me o fim da festa e o vômito,
Sou–me aurora, sou-me destreza
Sou-me o fogo que queima a chama
Sou-me a água molhando o líquido
Sou-me o ar se solidificando
Sou-me a cama
e o moinho:
Dom Quixote amando

Sou-me então presente
Sou-me eu mesmo finalmente

Deixe uma resposta