0338. Na rodoviária

Tantas histórias, tantos começos
Iguais finais
Cada qual com suas vitórias
E seu saldo negativo no banco
Seus quatro quintos de derrota
Cada universo em si
Cada realidade única
Cada um fazendo companhia
Ao umbigo do seu mundo
Cada um com suas contas
Com seus ossos, suas estrias
Cada história qual uma só
Uma ambição morta
Uma vida imposta
Tantas histórias…

Deixe uma resposta