0368. Dos dias

dos dias que passam
passam por não parar
das dores que perpetuam
primam por não findar

das decisões que provocam
provam que saída não há
dos desejos que evocam
provocam o suspirar

desses dias tão intensos
intenções não são o ausente
e tensões quase o permanente

dessas insanidades diferentes
só sobram os seus acenos
sussurros do não confesso

Deixe uma resposta