0434.

O amor é sempre uma falta
Nunca pode se exceder
nunca consegue a completude
O amor é um devir

O amor é um grande objetivo
Antes de tudo uma metáfora
para o sentido de uma busca
O amor é uma meta

O amor nunca é em si
Ele sempre vai além de sua falta
e se dá numa luta
O amor se completa num paradoxo

O amor nunca é sem explicação
Ele se explica quando se esvai,
quando se finda o ciclo
O amor se completa ao final

O amor é mutação
Nunca início
Nunca findo
O amor

0434.

Diga

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.