0575.

Há um poeta em meu pé
Ele dói, coça, incomoda
O poeta incha de quando em vez
E de vez em quando dá umas pontas
Bem na planta do meu pé
Tentei tirá-lo com a unha, mas
Só feri mais, pensei passar a
Faca, mas ele mais me machucou,
Enfiei até agulha pensando me livrar
Assim. Mas nada, esse poeta se entravou
Mas desse poeta o que mais me
Assombra, é saber que chamam-no
Alhures, de bicho-de-pé.

Deixe uma resposta