0785. Colo

havia um corpo em seu colo àquela noite
era um corpo bem feito, real, existente
nunca um desses disparates do mundo super-real,
era um corpo branco, posto no lugar,
sua gordura, sua estria, seu pelo, sua mancha
era um corpo que repousava em seu colo
e dentro do corpo havia alguém – lá no fundo
e lá no fundo gritava ao corpo que sim, que fosse
que se deixasse envolver ao seu corpo
e era o que você compreendia nesse então

havia um corpo em seu colo àquela noite
a luz das lâmpadas acesas dizia que era somente noite
quando madrugada já era – e ao seu corpo um corpo
e você percorreu as costas daquele corpo com as mãos
seu corpo estremeceu e o corpo em seu colo calou-se
e você percorreu os fios daquele corpo com as mãos
alguém dentro de você estremeceu
e o corpo em seu colo foi corpo e vocês ficaram lá,
como corpos com alguém em seus fundos
– lá no fundo

Deixe uma resposta