1011. Volta

Voltar pra casa antes das 2:00 é sempre assim
sempre os mesmos casais pós ou em busca de amor
em seus carros com seus djavans
e suas calmas velocidades apaixonadas

Sempre aquele indivíduo correndo à esmo
pronto a vencer a próxima maratona
e os policiais escondidos nas sombras
prontos a abordarem suas vítimas ou seus algozes

Sempre esse misto confuso do aguardo do colchão
e esse ímpeto de dividir as estrelas
de uma noite de filosofia parca num bar e a intenção
de uma noite que fosse de fato completa

Sempre o anseio de descansar no colo quisto
e a ostentação de um engodo no peito
e a certeza daquela máxima de que
pecado é provocar o desejo e depois renunciar

Sempre a necessidade da poesia
no martelar incessante da alma na razão
e os dedos sendo levados nesse torvelinho
de constatações soltas e necessárias

Deixe uma resposta