1025. Não queria falar porra nenhuma

Meus murmúrios lacônicos
lamúrias e queixumes
que são só assombros da idade
passaram por você como
um arrebatador intento
dialógico.

Não queria dizer nada,
tão pouco alguma coisa.
Só queria que minha inércia
conduzisse a mente até
o sonho e o dia seguinte.

Sem meta, sem para,
sem além.
Só a existência de
ficar quieto.

Deixe uma resposta