1621.

Eu gosto das feias arrumadas,
bonitas são elas,
bonitinhas.
Qual o problema
com as que não aprazem
mas causam gosto?
São lindas todas as feias arrumadas,
sem desconforto visual algum.
Viva às feias arrumadas!
Eu canto suas belezas sem-graça,
água com açúcar,
sem qualquer pitada.
Que bom que falta,
porque quando sobra,
é tudo resto pra nada.

Deixe uma resposta