1628. Sutil

Eu vou chegar sutil
como a poeira pela
fresta da porta
Pelo telhado de zinco
Como uma faca
que não corta
Sutil
Só teu
Sutil
Eu vou chegar sutil
aos poucos, aos pedaços
mas depois um bocado
Sutil
Só teu
Eu vou chegar sutil
sem olho no olho
Sem encostar no
teu dorso
Sutil
Só teu
Eu vou chegar sutil
sem olhar o que és
sem encostar em
teus pés
Sutil
Só teu
Me deixa chegar
sutil,
sultão
dos teus.

Deixe uma resposta