1795.

Não,
não é o mundo que me contém
eu é que o contenho

Não é o mundo o superego,
eu é que o sou
Um eu monstruoso
que tudo contém

Contêm de tudo o que me contém
Contem de tudo, porque tudo me contém

Contem até o caminhar
Pois que mesmo ele me contém

Deixe uma resposta