1965. Sala de aula

O que se passa
nesses rasgos de cérebro?
Uma preocupação
pouca, uma
ambição rouca,
com dor na garganta
de tanto gritar
Um pensamento
que melhor
é lho calar,
um desdém
pelo olhar,
uma angústia
pronta para
ir ao espaço,
uma crença
fútil de que
seu discurso
não é falho,
um sono
quase despencado
em sonho
de Eros e Tânatos
ficarem arregalados

Deixe uma resposta