2205. Mistério das aeromoças

um porte
uma postura
quase um poste
mesmo a em
miniatura
um olho que
nunca flutua
uma meia-calça
perna nua
sorriso velado
“alguma bebida?”
um comando
suave
te obrigando
pelo sexy
não por um poder
institucional
caminha como
que inconsciente
da existência
uma firmeza
quase a se
derreter
um quê de…
além do…
uma pressa
contida, retida
e suave
um quase
um rebolado torto
pelo estreito corredor
cansaço
absorto

imagino-as de chicote
calcinha de couro
e sutiã de colegial
uma ausência
que existe
uma presença
que falta
uma aeromoça

Deixe uma resposta