2647.

a gente caminhava em meio ao lixo
e não havia luxo algum nele
grupos inteiros de jovens sentados junto ao lixo
em meio a latas de cerveja
cacos de garrafas de vodca
bitucas de cigarro
pedaços de identidades largados pelo chão
fragmentos de sexualidade liberada
tudo jogado
eu me jogando
como se lixo fosse
como caco que sou
como os pedaços colados de sons que fazem a música
que conduz os jovens, os lixos, as identidades, eu
a coexistirem em alguma paz

Deixe uma resposta