2725. Do banzo à bossa

Depois que deixei
o inconsciente
para o reino
da psicanálise e
deixei Freud dormir
seu sono eterno.

Foi aí que eu comecei
a sacar o que
não queriam dizer
os sonhos.

Essa linguagem
labiríntica quando
sua mente é arte.

Deixe uma resposta