2783.

eu disparo um sorriso
com a arma que tenho
para matar

frustrações

para esse teu tão sortido
que permeia o instrumento
onde proliferas

teus sons

fico calmo contigo
nessa alma que ocupa
o espaço das

sensações

no encontro do seu ouvido
que ampara o que de mim
sai em busca dos

teus tons

Deixe uma resposta