2844. Ocaso

a luz do sol
se despedaça
no horizonte
vagarosamente

as nuvens-prisma
que dilatam e
deformam a linha
tênue entre o
céu e o mar
secionam o espaço
em violeta, gris,
dourado

as camadas de água
borradas no céu
passam rentes
estacionadas no sem-fim

nenhuma forma inteligível
tudo estrutura
de matéria
de luz

alguns galhos rasgam
o firme visto e
pássaros pintam
movimento

horizontesse

desconstruindo diariamente
estratos de luz
que se dissolvem e imiscuem
até o toque negro
anunciante de toda manhã:
noite

(Ilha de Tinharé, BA)

 

Deixe uma resposta