3215. Bambu

O corpo vibra
deve ser por conta
do café com nicotina
ou da entalada palavra
maldita

Vara verde

Mato torto

Presa acossada
por uma matilha

Anúncios
3215. Bambu

2 comentários sobre “3215. Bambu

  1. Ficou bom! As palavras, poucas, mas bem colocadas. Poesia é meio que isso…um golpe de sorte, jogada não ensaida. Daí nossa surpresa quando nos acordam do transe e dizem: foi gol!

    Curtir

Diga

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s