3289. Caminhando e cantando

O que te resta na rodoviária?
Os restos de rostos,
o roto, o esbarrão?
A rês desgovernada,
a manada
a armada
ou a equiparação?
Ela igual ele,
nós agregados,
o contínuo histórico
degredado
para lá do outro lado
O que me resta
é à massa incorporada
Como pão para todos
quando circo que somos
nesse fluxo que vamos

Anúncios
3289. Caminhando e cantando

Diga

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s