3333. guariroba

as casas da minha terra borbulham vida e apatia
cada garagem hermética cada esquina herética
toda família desterrada e enterrada nesse planalto
tão perto do céu tão sem chão por só tê-lo
ainda que nunca por tê-lo por pertencê-lo

as casas da minha terra ergueram-se no brejo
e o fétido e as flores ainda surgem em meio ao cimento
as pessoas tão áridas meio mágicas e mundanas
tentam em vão ir para algum lugar algum tempo
esbarram em si mesmas dilaceram-se e se ajudam

as casas da minha terra guardam segredos e dádivas
e se inspiram em palavras verbos paredes que se pichar
as coisas todas colocadas em cantos absurdos
luzes que piscam num trotear natalino e chinês
as ruas se vestem de lama e pecado salvando-se enfim

as casas da minha terra são o lugar do descanso
e do som atribulado que se mistura a lágrimas e porradas
choros abafados corpos maltratados gente amada
o estalido das máquinas rasga todo o limite do asfalto
e o vão do silêncio pulsa em todo o canto no jornal

as casas da minha terra são pequenas imensas invisíveis
estatísticas de superação de condições enquanto o chicote
ainda estala nos lombos doridos ardidos perfurados
tudo urra e dorme e canta melodias em explosões
tudo brilha na paz da comunidade incendiada e seca

as casas da minha terra submergem no cinza
são pessoas destronadas empoderando-se tanto
quanto o que se fala nos aparelhos conectados
aqui haverá um mundo de promessas e unção
ali queimará a vida em breves lampejos de caos

as casas da minha terra se aglomeram em filas
e cada ser que aqui se instaura ganha um mar
de vida e sonhos tidos na imprecisão do cerrado
desejos que consomem tudo em volta e além
e uma cara de quem ainda assim vive em abundância

Anúncios
3333. guariroba

Diga

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s