3531.

A infância é um bloco
monolítico de memória.
Stonehenge flutuante,
avoa, aboia, boia.
A parte que a constrói
é uma só, uma rocha
apenas, alicerce disso
feito, que dá em mim.
A infância me existe,
como pedra a ser polida,
num largo de mim solto
em espaço que habito.
Pedra sagrada, fincada
no meu solo.

Deixe uma resposta