3557. mudo

mudo, como o vento
de pressão em pressão
e minha cabeça
ao relento

mudo, como o vento
a poeira – palavras –
pouco pousam
percorrendo

mudo, como o vento
nuvens nublam
descortinam sol;
céu cinzento

mudo, como o vento
nada diz o vagar,
mas sim o silêncio,
me sendo.

Deixe uma resposta