3559. torto

a gente vive um jogo
efêmero de captar obviedades
e reerguer discursos
do meio de escombros
mas cada nova palavra
gera um rombo
entre o turvo
espaço curvo
de nossas bocas
táteis

é tanto urro em meio a murmúrio
saltando do óbvio ao absurdo
que nossas bocas bipolares
nem sabem
que se atraem

opostas

Deixe uma resposta