0049. Para onde vai Gaia?

E agora mundo?
Terminam como começam
E começam quase sempre mal
No mundo inteiro, submundo
Sabem e dizem que sei e digo muito
E ao mesmo tempo, sei e digo nada
E agora mundo?
Você acaba-se
O resto passa
E nós?
Como é que ficamos?

E agora mundo?
Falta tudo em grandes quantidades
E sobra demais
Muito paradoxo para um mundo tão pequeno
Com muitas pessoas que pouco têm e recebem
E poucas que as controlam e tudo têm
E a elas mesmas se dão; tudo e mais

E agora mundo?
Aqui convive-se com tudo
E tudo virou normal
Agressões de toda parte
Contra nossa consciência
Para nada, despejam-nos fórmulas e teorias
Tanta evolução e tecnologia,
Mas para onde?
Tantos deuses e nada resolvido
Apenas esperas

E agora mundo,
O que fazer?
Rebelar-se, aceitar, ou sair dessa realidade?
(Se é que ainda existe outra realidade)
Transformamos e controlamos tudo
E às vezes até o nada

E agora mundo?
Ando por aí e te vejo doente
Essa humanatite te pegou feio
Homo sapiens vírus maléfico
Último ser da evolução ou criação
E primeiro no ranking de destruição e pouco caso
É, te pegou feio…
Mesmo com seus furacões, maremotos e terremotos terroristas-anticorpos
Nada se pode fazer
Seu sistema imunológico anda fraco
Então, aceite um conselho:
Ou nos destrua,
ou se suicide.

Deixe uma resposta