0262.

sentindo o peso da dor
e o uivo da agonia
a D’alva brilhava ao céu
mas o eterno pavor
ofusca as vidas
herança de estar ao léu
sofrendo genes de horror
sem poder fugir a sina
a cultura tirava o véu
a biologia mostrava a cor
e naquela geografia
nunca à boca o mel

Deixe uma resposta