0592. Alíneas VII

a ti, a proteção que traz meu nome
lha dê mais graça e nobreza,
e que seja como um caapora
a dar-te guarida de tudo quanto
é anhangá que se esconde por aí
e se qualquer travessura de Tupã
assustar-te, meus braços estão
sempre aí, a te afagar o medo

Deixe uma resposta