0996. Raquel

O que será que te passa agora?
Meus devaneios, seus devaneios
serão eles os mesmos?
Qual o fluxo que percorre
entre sua cabeça e sua
mão a produzir algo invisível
aos meus olhos?
Pra que essa borracha ao lado?
Para apagar ou consertar
um sentimento tido no papel?
Essa sua concentração imóvel,
o descanso da cabeça sobre
o braço…
Uma palavra após outra e
os lábios mordidos.
Uma idéia, um verso ou quem
sabe, um segredo.

Meu devaneio agora.
Será seu devaneio?

Deixe uma resposta