1742. Eu vi primeiro…

O senhor quase a
sentar-se sentencia
a máxima de Cristo,
como quase um fardo
o ato de amar,
como quase um brado
a ti o mesmo dos
outros.
A senhora quase
morta prenuncia
a do fatídica:
sempre o descompasso
entre a intensidade
e a intenção.
A garota faz
a trança bocejando
o anseio niilista
moreno, sair da
ética e desprovar
a liberdade, despovoar
a verdade.
E os anjos em cima
de seus carros
esperando o fálico
da cultura numa
linguagem para além
da Babel perdida.
Vou tentar arrancar
suas cabeças como
bom guerreiro jê
e pendurá-las nos
topos dos postes,
para que a luz
artífice seja mais
que cem mil sombras,

sobras do discurso
e da vontade.

Florianópolis, SC.

Deixe uma resposta