2963. Ôxe

Ôxe, um maremoto no céu
de maio, depois seca tudo
frio no cerrado e um arco
rasga a íris de quem para
e olha lá pra cima.
Deve ser pra Oxumaré
com Oyá fazer rima.

Anúncios
2963. Ôxe

2 comentários sobre “2963. Ôxe

Diga

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s