3002. Onironauta II

anunciavas as estrelas
detrás do cinza chumbo
que planava por debaixo do azul

e tu dizias que depois
dessa ilusão de céu
só havia escuridão
e eu comia essas palavras
como pudim de tapioca

a tua proposta era torta
decaída e rota
e eu mediava cada intensão
no intento da realidade:
o amor cabe nas mãos
ranzinza e risonho

agora vá
traz para mim o sem fim da bruma
em noite alta
e me afirma com a altivez
de conduta insana:
é só um encontro
entre a traição do desejo
e o atrito da felicidade

Anúncios
3002. Onironauta II

Diga

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s