3260. Tratado de ecofagia

Do que me construo e me armo:
De gotas e galhos. De espaço e céu.
Projeto o torto, a correnteza e enlaço:
É etéreo. Descompasso prediz.
Disso basto. Absorvo o vácuo
Ergo o caule, seiva motriz.
Deito-me lago, dentro-me
e disparato: no vivo ou no morto,
casca, movimento, folha, liquefiz
o que estou é momento
e o que sou não feito, não condiz.

Anúncios
3260. Tratado de ecofagia

2 comentários sobre “3260. Tratado de ecofagia

  1. Gosto de tua ousadia, do teu pouco respeito pela gramática e do muito respeito pela palavra. Você é (ou está sendo) um poeta cinético. Os teus adjetivos não têm cisma nenhuma em partir para a ação.

    Curtir

Diga

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s