3310.

sou o teu desejo
invisível e traços na penumbra
a dúvida certa e diuturna
definitivo no infinito sensitivo
racional
sou o que repele
e o que despele mesmo tatuagem
machuca e goza
e jorra afoga
sou aquele que emana
a chama o cacho a cachoeira
e inflama terra em arrepios
magma que sangra de seus seios
ereção até erupção
sou o que te castra
o que te casta
aquilo que cala
sou o teu desejo

Deixe uma resposta