3377. Felizes para sempre?

o enredo é autofágico
as cidades são uma só?
                                        composição em rede

a trama é tautológica
cada pergunta é feita
para a resposta sempre
                                        pronta:
a culpa é dos prótons divinos
ou da política stalinista

a verdade é repetida
latida
cada fragmento sincrônico
irá dizer o mesmo
sequência de citações e remixes
por uma memetização da realidade

                    conecta
e segue o ditame

dita-me
edita-me
duro, suave e quisto
como um comercial automotivo

porque o amor há de triunfar
após mais uma ação da polícia federal
        
        
                                        no próximo capítulo

Deixe uma resposta