3533. Libriano

Me pedia leveza
e poesia,
enquanto, didática, despejava
esse editorial de chumbo
só com meio olhar.
Me atrevi crônicas
; parti no meio do trânsito,
novo recorde de congestionamento
na cidade.

Anúncios
3533. Libriano

4 comentários sobre “3533. Libriano

  1. Fernando disse:

    Oi moço, tudo bem contigo? E as retinas, se debruçam por onde? Saudades xerô! Te adicionei no twitter… Nunca o usei, só leio coisas….rsrsrsrs

    Curtido por 1 pessoa

  2. Fê!!!!! Que saudade de você, querido! Você ainda frequenta redes sociais?! Rsrs
    Eu ando debruçado na vida, como sempre… E você? Queria saber de você…. :)

    Curtir

  3. Olá Roseli! Tem gente que vai e não vai no final… rsrs Mas, coisa boa é isso, saber que nossas palavras ganharam mundo e que tocaram alguém. Muito grato pelo comentário! :)

    Curtido por 1 pessoa

Diga

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s