3569. Do inferno

Estou agora deitado,
de frente à porta do inferno, contam,
porque de enxofre é minha espécie

Meu juízo não dá conta de me por à lume
o que se dá. Porque há esse
tempo parado, estáticos segundos
e eu não sei se estou a ir
ou se ainda imerso no mesmo ermo

Labaredas azuis,
que assim é o inferno,
vem a mim por outros olhos
Não os meus
Olhos de algozes, de anjos,
encantados que esbarrei
e me projetam suas entranhas
tão límpidas, cristalinas
de paraísos mediúnicos, aleias, cometas
com a graça de uma dança

Acho que estou ali deitado ainda
com uma serpente por travesseiro
acho que de vez enquanto, enrolo-a
em meu pescoço, para passar mais calor
O problema é achar tanto, quando nada perdido
Estou encantando nalgum lugar
Ouço ao longe o trote dos anjos
suas asas batem como mariposas

Sempre há quem em mim veja
o condenado do peso demasiado,
que erra preso a uma bola de ferro,
por campos de humores ácidos,
dissolvendo espumas,
mas esse não sou eu
Sou sim, o próprio erro que avassala

Eu não lutei por nada, ninguém, nunca
só sangrei as luas não dominadas de outras bocas
E era só a guerra que contava
só os destroços e os espólios

Fui rio de lava para enredos de outros
e minha idade nem mais sei
Até diria as eras,
se o tempo voltasse a transcorrer
e me atirasse ao mar de magma, princípio, sempre
Sem algozes ou anjos

Saciei todos os pesadelos
esses mesmos que nunca me ocorreram
nos dias em que meu vulcão erupciona
Anos-luz me atravessaram,
falaram-me quem me via
E o espelho era irreflexível, turvo
desfigurava torto

Se cá estiveram,
deitados sob nuvens
querubins, fantasias,
incitaram em mim certos infernos?

Sei que deito:
o odor me alcança,
o calor me trai, mas não disseram
Eu vi o inferno à minha frente,
fui eu que bati na porta, espero abrir

Agora me resta levantar
e casto, árvore, procurar
o precipício do paraíso

Anúncios
3569. Do inferno

4 comentários sobre “3569. Do inferno

Diga

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s