#comoarrumarumanamoradapreta

O primeiro passo é não ser idiota. Você, necessariamente. Ela, de preferência. Afinal, ninguém gosta de idiotas. Saber escutar é algo premente, não pelo primado machista e categórico de que falam demais, mas porque todo mundo gosta de ser ouvido e porque é bom saber de alguém, conhecer-lhes a história, saber-lhes as posições, os gostos e mesmo as angústias. Falar também é um bom começo, não pra contar vantagem, não para uma paranoia egoica e contorcida de fatos inverídicos e autoafirmações impiedosas para ouvidos alheios; mas falar como quem tem o que dizer e sabe que ali há uma ponte para o diálogo, para a troca.

Contemplar-lhe a beleza é bom também. Se você nunca a percebeu, sinto muito, provavelmente você é racista. Não necessariamente do tipo que xinga, desencosta ou agride, mas do tipo que adentrou no conceito histórico racial que a maior parte do mudo lhe outorgou sem qualquer reflexão sobre, e que constrói até mesmo a forma de como e quando você vê beleza em alguém, oprimindo seus olhos para não ver beleza onde há. Você pode até dizer: “mas, beleza nem é fundamental”, tudo bem, desde que você ache que a beleza negra é beleza. Senão, você é idiota, certamente. E racista.

Admire tanto quanto sua beleza, ou até mais – a depender do que lhe atrai mais –, as suas ideias, inteligência, caráter, charme, postura, o que ela é. Se não for admirável, saiba que não é pela cor da sua pele, mas por humanidade demasiada, efeito que se dá em qualquer exemplar da espécie humana. Se não sabe, bem… você é racista.

Fale de política com ela, fale de história, fale de amor, fale de músicas, filmes, novelas, livros, bichos, aquarelas, flores, física, espaço sideral, passarela. Troque ideia sobre tudo, que nessa troca você vai sacando o que lhe agrada e te agrada em conversar e o que flui entre vocês.

Para encontrá-la, basta ir a qualquer lugar em que elas queiram estar, pois estão em todos os lugares. Alguns menos, outros mais. Numa sociedade racialmente desigual em termos socioeconômicos infelizmente você sabe o que isso significa. Se não sabe, já sabe que é racista, ou no mínimo uma pessoa burra útil à perpetuação das desigualdades. Mas nunca, em hipótese alguma, estranhe se ela estiver em um lugar X ou Y, pois não há lugar definido para que elas estejam. Elas estão por aí, como todo mundo deveria e poderia estar.

Saiba desde sempre: elas não são máquinas sexuais. A priori ninguém é. E quando são, são porque querem e gostam – como geral que quer e gosta e é uma máquina sexual. Saiba disso. Se não sabe, bem, você já sabe… Mas acrescento: além de racista, você é machista. E idiota. Descubra o que querem sexualmente devagar, sem pressa – ou com pressa e força se é isso que ela quiser –, no toque, no trato, no cuidado, delicado, atencioso. Não porque elas são carentes ou coisa que o valha. Geral está carente nesse mundo, elas não estão nem mais nem menos. Elas desejam. Igual que nem geral. Seres desejantes, é o que somos.

Dê prazer, porque dar prazer é bom, e dar prazer dá prazer. Experimente. É bom. Garanto.

Mas, para além dessas obviedades todas que digo, saiba minha amiga e meu amigo, que não sou e nunca serei um especialista em como arrumar uma namorada preta, quiçá mesmo de como arrumar um namorado ou namorada de qualquer cor. Especialista nisso não existe. Se alguém se diz especialista nisso, é idiota. E canalha. Para arrumar uma namorada preta, o primeiro e único passo que deve haver é o encontro e o encantamento. E para isso é preciso estar aberta ou aberto para encontrar e se encantar, não numa sanha louca de buscar uma mulher preta para se relacionar, é óbvio. Mas, aberta ou aberto para se relacionar de forma não abusiva com outra pessoa, dentro da vida.

PS: Só escrevi esse texto porque tive contato com algumas coisas tão absurdas na internet esses tempos que não consegui tirar isso da cabeça. Sublimo-o aqui (e em hipótese alguma compartilho as atrocidades que, infelizmente, vi e ouvi).

Anúncios
#comoarrumarumanamoradapreta

Diga

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s