4126. À

Acorrentadas mães tanto das prosas
em dias com mistérios infinitos
                 quanto das poesias que se transformam em poeira

nós acordávamos em cima de todos
e quaisquer fios estendidos pela vida
                   bom jaco a quarar entre os arames armados nas paredes sem reboco

e sim, vivíamos

pois na brutalidade desparecemos fracos.

E as noites eram corujas sólidas
que, tangenciando o couro, iam embora

desbotar de escuridão o unguento.

4126. À

Diga

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.