0341. Lígia

Moça de cabelos raspados,
que imagem é aquela?
Chega indefinida figura feminina
mas definitivamente linda
Um piercing em seu nariz
lhe parece herdeira de Sade;
a sandália de couro aos pés
demonstra um pedaço do sertão
Se é hippie, se é punk
não há como definir
e sua voz rouca ressoa sensual
e ela a molha com cerveja
e a seca com um cigarro
(tão sensual como há tempos não se via
mulher tão humanamente igual)
Cita Bukowski, seu preferido
e Kundera, seu ideal
Ri uma risadinha gostosa,
quase infantil
Quando dá as onze horas
ela declama seu último poema
(a abóbora vem antes da meia-noite:
os ônibus acabam)
e vai dizendo
que Elis e Bethânia as esperam
para dormir
Me dá um ploc na boca
aí então eu acordo

Deixe uma resposta