1843. Disparate

Falar sobre o céu
o sul o azul
a chuva que vem a nuvem que vai
o mar distante
o ente errante
enquanto o mundo erra em ser mundo

Falar sobre o ser
o estar o parecer
o sentido que vem a razão que vai
o amar distante
o amor importante
enquanto o imundo enterra o mundo

Falar de que
pra quê e por que
o pois que vem o porém que vai
o talvez displicente
a certeza indecente
enquanto o mundo tende ao submundo

Falar a quem
por quem alguém
algum que vem alguma que vai
nenhum descrente
todo imponente
enquanto o mundo tece o próprio mundo

Falar não
nunca nada
vazio que vem vagar que vai
falta presente
ausência potente
enquanto o mundo só fala o mundo

Deixe uma resposta