1985. Uma voz

Vem de lá do campo indefinível
entre o susto e a consternação
no meio da arena de embate
entre a alma e a matéria transmutável
algo que vibra na memória
e atinge os meandros de ser palavra

Esta vem devagar
pegando aos poucos velocidade
ganhando corpo e coragem
quase a se materializar
em som e movimento
ela vem sorrateira,
de soslaio e pelas beiras
e ainda assim arrebata tudo

Incontrolável, impossível
toda possível e te controlando
como se fosse uma voz
que se escuta com os olhos
dos ouvidos fechados

Deixe uma resposta