3315. D’arma germe dia

A nitidez desses dias de fim
Uma luminosidade abafada úmida e quente
Todo um porvir depois do fim
Tudo a brotar florescer germinar
A luz traspassa tudo antes do fim
O juízo se colore brilha pulsa
Clareia-se tudo para que finde
Eis o mundo que acabará
Em jorros de luz e cores
Quando se estampar silenciosamente
A dádiva negra de ver

Anúncios
3315. D’arma germe dia

Diga

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s