3717. Horóscopo Floral

Queria construir outras constelações
e a cada traço imaginário
unindo os pontos, as candeias,
reverter os destinos

rastrear o plasma arremessado
por estrelas passadas
ardendo eltro-magneticamente
a fagulha dos contornos

Não destruir os signos,
mas distrair os sentidos tidos
e recompor o firmamento

Faria em cada nova constelação
uma flor, ou seus cachos:

Quem nascesse sob o signo das Gerberas
seria solar, raiante
A quem pousasse a constelação de Gerânio
múltipla e ímpar se faria delicadamente
Quando no horizonte despontasse
em acensão as estrelas que compõem as Begônias
o eu de quem assim surgisse
irradiaria a suculência da vida
Sob os auspícios da Rosa
teria personalidade de quem
fere retinas dado o belo
O signo da Açucena
oposto complementar ao de Jasmim
traria a elegância opulenta
contrapondo-se à fineza discreta
E se Marte repousasse aplicativo
à constelação da Flor de Manacá
sua ação seria doce e leve
Pelo signo de Violeta, o mistério, o segredo
e a necessidade do velado
No trígono entre Vênus e Dama-da-noite
a suavidade e o perfume exalariam
da sorte desse encontro
Entre a Lua e Lírio
um ser de sentimento aberto e calmo
dado à emoção
Se no Meio do Céu se formasse
a constelação de Tulipa na hora do nascimento
trabalharia com o coração, abençoando todos
os frutos de seu labor
E quando na 12ª Casa, repousassem as candeias
no feitio da Orquídea, o mundo espiritual
seria contagiado pela plenitude
ciente da brevidade

dessa nossa matéria
feita de pó de estrelas

Anúncios
3717. Horóscopo Floral

Diga

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s